Novos Tempos, Novos desafios!

Este artigo ajuda a desenvolver estratégias para fazer face ao desafio que é organizar o estudo e o tempo que se tem. Embora seja escrito diretamente para ajudar estudantes, todos os trabalhadores online, em home office ou teletrabalho poderão beneficiar das mesmas dicas!


Vivemos tempos desafiantes, em que a necessidade de encontrar novas fórmulas de ensino se revestem de suma importância. O ensino à distância assume duas formas: o B-learning com aulas presenciais e virtuais, e o e-learning exclusivamente virtual. Em ambas as vertentes as aulas podem ser síncronas (formador e formandos presentes em sala virtual) ou assíncronas (módulos previamente gravados).


Ao contrário do que muitos pensam, o ensino virtual exige ao aluno ainda mais foco e capacidade de organização, de forma a não deixar acumular matéria e acompanhar o fluxo das aulas em tempo útil, que lhe permita corresponder aos objetivos propostos.


Dois aspetos fundamentais do Ensino Online são a organização do estudo e a gestão do tempo. Ser estudante online Ser estudante em regime de Ensino Online não é uma experiência totalmente diferente de ser estudante do ensino presencial. Contudo, o facto de se tratar de um contexto com características específicas requer alguma adaptação. Como estudante B-learning ou E-learning, deve ter uma perceção clara do que se espera de si, bem como do tipo de atividades que deverá desenvolver e da forma como deverá fazê-lo, dos prazos que terá que cumprir e das formas como será avaliado. Organizar a matéria, ter um calendário de estudo e recorrer aos formadores e aos colegas para esclarecer dúvidas é uma mais valia, tal como a utilização dos grupos virtuais criados paraestabelecer elos empáticos com colegas e formadores, vínculos que ficam para a vida e sustentam uma aprendizagem humanizada.




Procure organizar os espaços e os períodos de tempo que terá disponíveis para estudar e participar nas atividades online;


Elabore um plano mensal que lhe permita ter uma visão global das tarefas a realizar, de modo a poder gerir a sua execução e compatibilizá-las com as outras áreas da sua vida, incluindo tempos livres;


Elabore um plano semanal para monitorizar o ritmo do seu trabalho e acompanhar o desenrolar do curso;


Anote as tarefas a realizar e organize-as por prioridades (as mais urgentes, as que irão requerer mais tempo, as mais importantes, etc.);


Procure identificar, de entre os espaços e períodos de tempo disponíveis, aqueles que sente serem mais produtivos, para poder dedicá-los às tarefas mais exigentes;


Desenvolva uma relação de cooperação e partilha com os colegas de curso, ajudando e sendo ajudado no seu percurso de aprendizagem;


Procure resolver da forma mais rápida possível quaisquer problemas que estejam a prejudicar o seu trabalho, recorrendo ao professor, coordenador do curso, ao(s) formador(es), colegas ou outras pessoas que possam ajudá-lo;


Estas são ideias chaves a manter sempre presentes...porque o Tempo é o seu bem mais precioso!





Quem tem tempo não é quem não faz nada: é quem consegue administrar o tempo que tem de modo a poder fazer aquilo que quer.


Ser produtivo não é equivalente a estar ocupado. Ser produtivo é, em primeiro lugar, saber

administrar o tempo, ter sentido de direção, saber aonde se vai.


Se não sabe onde quer chegar, provavelmente nunca vai chegar lá - por mais tempo que tenha.


Quando o nosso tempo termina, acaba a nossa vida. Não há maneira de obter mais. Por isso, tempo é vida. Quem administra o tempo ganha vida, mesmo vivendo o mesmo tempo.


@ Cristina Fernandes


26 visualizações

WHATSAPP (+351) 910 828 320

©2013 por Cristina Fernandes